Pesquisar

Apêndice B. Convertendo um Sistema de Arquivo utilizando os GFS e GFS2

download PDF
Já que o lançamento do Red Hat Enterprise Linux 6 não suporta sistemas de arquivos GFS, você deve atualizar quaisquer sistemas de arquivos GFS existentes para sistemas de arquivos GFS2 com o comando gfs2_convert. Note que você deve realizar este procedimento de conversão em um sistema Red Hat Enterprise 5 antes de atualizar para o Red Hat Enterprise Linux 6.

Atenção

Antes de converter o sistema de arquivo GFS, você deve fazer um backup do sistema de arquivo, já que o processo de conversão é irreversível e quaisquer erros encontrados durante a conversão podem resultar numa interrupção brusca do programa e consequentemente um sistema de arquivo inutilizável.
Antes de converter o sistema de arquivos GFS, você deve usar o comando gfs_fsck para checar o sistema de arquivos e consertar quaisquer erros.
Se a conversão do GFS para o GFS2 é interrompida por uma falha de força ou qualquer outro problema, reinicie a ferramenta de conversão. Não tente executar o comando fsck.gfs2 no sistema de arquivos até que a conversão estiver completa.
Quando converter sistemas de arquivos cheios ou quase cheios, é possível que não haja espaço suficiente disponível para colocar todas as estruturas do sistema de arquivos GFS2. Nesses casos, os tamanhos dos diários são reduzidos uniformemente de maneira que tudo caiba no espaço disponível.

B.1. Conversão de Nomes de Caminhos Dependentes de Contexto (CDPNs)

Os sistemas de arquivos do GFS2 não fornecem suporte para os Nomes de Caminho de Contexto Dependente (CDPNs), o qual permitem que você crie links simbólicos que apontam para os arquivos ou diretórios de destino de variantes. Para esta funcionalidade do GFS2, use a opção bind do comando mount.
O comando gfs2_convert identifica o CDPNs e os substitui com diretórios vazios com o mesmo nome. Para configurar as montagens de vinculação para substituir os CDPNs, entretanto, você precisa saber os caminhos completos para os links alvos dos CDPNs que você está substituindo. Antes de converter seu sistema de arquivos, você pode usar o comando find para identificar os links.
O seguinte comando lista os symlinks que apontam para um CDPN hostname:
[root@smoke-01 gfs]# find /mnt/gfs -lname @hostname
/mnt/gfs/log
Similarmente, você pode executar o comando find para outros CDPNs (mach, os, sys, uid, gid, jid). Note que já que os nomes CDPN podem ser na forma @hostname ou {hostname}, você precisará rodar o comando find para cada variante.
Para maiores informações sobre montagens bind e nomes de caminhos dependentes de contexto no GFS2, veja a Seção 4.12, “Montagens Bind e Nomes de Caminho de Contexto Dependente.”.
Red Hat logoGithubRedditYoutubeTwitter

Aprender

Experimente, compre e venda

Comunidades

Sobre a documentação da Red Hat

Ajudamos os usuários da Red Hat a inovar e atingir seus objetivos com nossos produtos e serviços com conteúdo em que podem confiar.

Tornando o open source mais inclusivo

A Red Hat está comprometida em substituir a linguagem problemática em nosso código, documentação e propriedades da web. Para mais detalhes veja oBlog da Red Hat.

Sobre a Red Hat

Fornecemos soluções robustas que facilitam o trabalho das empresas em plataformas e ambientes, desde o data center principal até a borda da rede.

© 2024 Red Hat, Inc.