Pesquisar

16.8. Dispositivos de Armazenamento

download PDF
Você pode instalar o Red Hat Enterprise Linux em diversos dispositivos de armazenamento. Esta tela permite que você selecione os dispositivos básico ou especializado.
Dispositivos de Armazenamento

Figura 16.3. Dispositivos de Armazenamento

Dispositivos de Armazenamento Básico
Selecione Basic Storage Devices para instalar o Red Hat Enterprise Linux nos seguintes dispositivos de armazenamento:
  • hard drives ou drives de estado sólido conectado diretamente ao sistema local.
Dispositivos de Armazenamento Especializado
Selecione Specialized Storage Devices para instalar Red Hat Enterprise Linux nos seguintes dispositivos de armazenamento:
  • Storage area networks (SANs)
  • Direct access storage devices (DASDs)
  • Dispositivos Firmware RAID
  • Dispositivos Multipath
Use a opção Specialized Storage Devices para configurar Internet Small Computer System Interface (iSCSI) e conexões FCoE (Fiber Channel over Ethernet).
Se você selecionar o Basic Storage Devices o anaconda detecta automaticamente o anexo de armazenamento local no sistema e não precisa de nenhuma outra entrada. Proceda com Seção 16.9, “Configurando o Hostname”.

16.8.1. A Tela de Seleção dos Dispositivos de Armazenamento

A tela de dispositivos de armazenamento exibe todos os dispositivos de armazenamento com o qual o anaconda tem acesso.
Selecionar Dispositivos de Armazenamento - Dispositivos Básicos

Figura 16.4. Selecionar Dispositivos de Armazenamento - Dispositivos Básicos

Selecionar dispositivos de armazenamento - Dispositivos de Multipath

Figura 16.5. Selecionar dispositivos de armazenamento - Dispositivos de Multipath

Selecionar os dispositivos de armazenamento - Outros Dispositivos SAN

Figura 16.6. Selecionar os dispositivos de armazenamento - Outros Dispositivos SAN

Dispositivos são agrupados sob as seguintes abas:
Dispositivos básicos
Dispositivos de armazenamento básico diretamente conectado ao sistema local, tal como drives de discos rígidos e drives de estado sólido.
Firmware RAID
Dispositivo de armazenamento anexado ao controller do firmware RAID
Dispositivos Multipath
Dispositivos de armazenamento acessíveis por mais de um caminho, tal como pelos controllers SCSI múltiplos ou portas de Canal de Fibra no mesmo sistema.

Importante

O instalador detecta somente os dispositivos de armazenamento multipath com os números em série que são de 16 ou 32 caracteres.
Outros Dispositivos SAN
Qualquer outro dispositivo disponível em uma rede de área de armazenamento (SAN).
Depois que você selecionou os dispositivos de armazenamento para estarem disponíveis durante a instalação, clique em Next e proceda para Seção 16.8.1.1, “Opções Avançadas de Armazenamento”.
A tela de seleção de dispositivos de armazenamento também contém uma aba Search que permite que você filtre os dispositivos de armazenamento pelo seu World Wide Identifier (WWID) ou pela porta, alvo, ou logical unit number (LUN) no qual eles serão acessados.
Aba de Pesquisa de Dispositivo de Armazenamento

Figura 16.7. Aba de Pesquisa de Dispositivo de Armazenamento

A aba contém um menu suspenso para selecionar a procura por porta, alvo, WWID, ou LUN (com caixas de texto correspondentes para estes valores). A busca por WWID ou LUN requer valores adicionais na caixa de texto correspondente.
Cada aba apresenta uma lista de dispositivos detectados pelo anaconda,com informações sobre o dispositivo para ajudá-lo a identificá-lo. Um menu suspenso pequeno marcado com um ícone, está localizado à direita dos cabeçalhos da coluna. Este menu permite que você selecione os tipos de dados apresentados em cada dispositivo. Por exemplo, o menu na aba Multipath Devices permite que você especifique qualquer um WWID, Capacity, Vendor, Interconnect, e Paths para incluir entre os detalhes apresentados para cada dispositivo. Reduzir ou expandindo a quantia de informações apresentadas pode ajudá-lo a identificar dispositivos específicos.
Selecionando Colunas

Figura 16.8. Selecionando Colunas

Cada dispositivo é apresentado em uma linha separada, com a caixa de seleção à sua esquerda. Clique na caixa de seleção para tornar um dispositivo disponível durante o processo de instalação, ou clique no botão de seleção à esquerda dos cabeçalhos de coluna para selecionar ou desselecionar todos os dispositivos listados em uma tela específica. Mais tarde, no processo de instalação, você pode escolher instalar o Red Hat Enterprise Linux em qualquer dispositivo selecionado aqui, e pode escolher montar automaticamente qualquer um dos outros dispositivos selecionados aqui como parte do sistema instalado.
Observe que os dispositivos que você seleciona aqui não são removidos automaticamente pelo processo de instalação. Selecionar um dispositivo nesta tela não coloca dados armazenados em um dispositivos sob risco. Observe também que qualquer dispositivo que você não selecione aqui para formar parte com o sistema instalado, pode ser adicionado ao sistema após instalação, modificando o arquivo /etc/fstab.

Importante

Qualquer dispositivo de armazenamento que você não selecione nesta tela, será totalmente escondido no anaconda. Para Carregar a corrente o carregador de inicialização do Red Hat Enterprise Linux utilizando um carregador diferente, selecione todos os dispositivos apresentados nesta tela.
Depois que você selecionou os dispositivos de armazenamento para estarem disponíveis durante a instalação, clique em Next e proceda para Seção 16.13, “Instalando um Disco Rígido”

16.8.1.1. Opções Avançadas de Armazenamento

A partir desta tela você pode configurar um alvo iSCSI (SCSI over TCP/IP) ou FCoE (Fibre channel over ethernet) SAN (rede de área de armazenamento). Consulte a Apêndice B, Discos ISCSI para uma apresentação ao iSCSI
Opções Avançadas de Armazenamento

Figura 16.9. Opções Avançadas de Armazenamento

16.8.1.1.1. Selecione e configure uma interface de rede.
Se uma interface de rede não está ativa ainda no sistema, o anaconda precisa ativar uma através o qual se conectará com os dispositivos de armazenamento. Se seu sistema possui somente uma interface de rede, o anaconda irá ativá-lo automaticamente. No entanto, se seu sistema possui mais do que uma interface de rede disponível, o anaconda solicitará o diálogo Selecione a interface de rede para escolher um para usar durante a instalação.
Selecionar interface de Rede

Figura 16.10. Selecionar interface de Rede

  1. Selecione uma interface no menu suspenso.
  2. Clique em OK.
O Anaconda ativa a interface que você selecionou e depois inicia o NetworkManager para permitir que você configure a interface.
Conexões de Rede

Figura 16.11. Conexões de Rede

Para mais detalhes sobre como usar o NetworkManager, refer to Seção 16.9, “Configurando o Hostname”
16.8.1.1.2. Configurar Parâmetros iSCSI
Para usar os dispositivos de armazenamento do iSCSI para a instalação, o anaconda deve estar disponível para descoberta como os alvos em iSCSI e ser capaz de criar uma sessão iSCSI para acessá-los. Cada um destes passos pode precisar de um username e senha para a autenticação do CHAP (Challenge Handshake Authentication Protocol). Além disso, você também pode configurar um alvo iSCSI para autenticar o iniciador do iSCSI no sistema para o qual o alvo é anexado (reverse CHAP), ambos para a descoberta e para a sessão. Juntos, o CHAP e o reverse CHAP são chamados de CHAP mútuo ou CHAP de duas vias. O CHAP mútuo fornece o maior nível de segurança para as conexões do iSCSI, especialmente se o username e senha são diferentes para a autenticação do CHAP e autenticação do reverse CHAP.
Repita a descoberta do iSCSI e os passos de login do iSCSI quantas vezes for necessário para adicionar todo o armazenamento do iSCSI requerido. No entanto, você não pode mudar o nome do iniciador do iSCSI após tentar descobrir pela primeira vez. Para mudar o nome do iniciador do iSCSI, você precisa reiniciar a instalação.

Procedimento 16.1. iSCSI discovery

Use o diálogo iSCSI Discovery Details para fornecer informações ao anaconda que ele precisa para descobrir o alvo iSCSI.
O diálogo de Detalhes sobre o iSCS Discovery

Figura 16.12. O diálogo de Detalhes sobre o iSCS Discovery

  1. Insira o endereço IP do alvo iSCSI no campo Target IP Address.
  2. Forneça um nome no campo iSCSI Initiator Name para o iniciador iSCSI no formato nome qualificado do iSCSI (IQN)
    Um IQN válido contém:
    • a faixa iqn. (note o período)
    • um código de dados que especifica o ano e mês no qual o domínio da Internet ou nome do subdomínio de sua empresa foi registrado, representado em quatro dígitos para o ano, um traço, e dois dígitos para o mês, seguido de um período. Por exemplo, representa Setembro, 2010 como 2010-09..
    • o domínio ou nome do subdomínio da Internet de sua empresa, apresentado em ordem contrária com o domínio de cima primeiro. Por exemplo, representa o subdomínio storage.example.com como com.example.storage
    • dois pontos seguidos por uma faixa que identifica de forma única este iniciador do iSCSI específico dentro do seu domínio ou subdomínio. Por exemplo, :diskarrays-sn-a8675309.
    Um IQN completo portanto se parece com: iqn.2010-09.storage.example.com:diskarrays-sn-a8675309,e o anaconda pre-popula o campo iSCSI Initiator Name com um nome neste formato para ajudá-lo com a estrutura.
    Para mais informações sobre os IQNs, consulte o 3.2.6. iSCSI Names no RFC 3720 - Internet Small Computer Systems Interface (iSCSI) disponível em http://tools.ietf.org/html/rfc3720#section-3.2.6 e 1. iSCSI Names and Addresses em RFC 3721 - Internet Small Computer Systems Interface (iSCSI) Naming and Discovery disponível em http://tools.ietf.org/html/rfc3721#section-1.
  3. Use o menu suspenso para especificar o tipo de autenticação a usar para o iSCSI discovery:
    autenticação do discovery iSCSI

    Figura 16.13. autenticação do discovery iSCSI

    • no credentials
    • CHAP pair
    • CHAP pair e um reverse pair
    • Se você selecionou o CHAP pair como o tipo de autenticação, forneça o username e senha para o alvo iSCSI nos campos CHAP Username e CHAP Password
      CHAP pair

      Figura 16.14. CHAP pair

    • Se você selecionou CHAP pair e um reverse pair como o tipo de autenticação, forneça o username e senha para o alvo iSCSI nos campos CHAP Username e CHAP Password e o username e senha para o iniciador do iSCSI nos campos Reverse CHAP Username e Reverse CHAP Password.
      CHAP pair e um reverse pair

      Figura 16.15. CHAP pair e um reverse pair

  4. Clique em Start Discovery. O Anaconda tenta descobrir um alvo iSCSI baseado nas informações que você forneceu. Se o discovery for bem sucedido, o diálogo iSCSI Discovered Nodes apresentará uma lista de todos os nós iSCSI descobertos no alvo.
  5. Cada nó é apresentado com uma caixa de seleção ao lado. Clique nesta caixa para selecionar os nós a usar para a instalação.
    O diálogo de Login dos Nós iSCSI

    Figura 16.16. O diálogo de Login dos Nós iSCSI

  6. Clique em Login para iniciar uma sessão do iSCSI.

Procedimento 16.2. Iniciando uma sessão iSCSI

Use o diálogo iSCSI Nodes Login para fornecer o anaconda com informações que ele precisa para se autenticar nos nós nos alvos iSCSI e iniciar uma sessão iSCSI.
O diálogo de Login dos Nós iSCSI

Figura 16.17. O diálogo de Login dos Nós iSCSI

  1. Utilize o menu suspenso para especificar o tipo de autenticação que se deve usar para a sessão iSCSI:
    autenticação da sessão iSCSI

    Figura 16.18. autenticação da sessão iSCSI

    • no credentials
    • CHAP pair
    • CHAP pair e um reverse pair
    • Use as credenciais do passo discovery
    Se seu ambiente usa o mesmo tipo de autenticação e o mesma username e senha para o iSCSI discovery e para a sessão iSCSI, selecione o Use as credenciais do passo discovery para reutilizar estas credenciais.
    • Se você selecionou o CHAP pair como o tipo de autenticação, forneça o username e senha para o alvo iSCSI nos campos CHAP Username e CHAP Password
      CHAP pair

      Figura 16.19. CHAP pair

    • Se você selecionou CHAP pair e um reverse pair como o tipo de autenticação, forneça o username e senha para o alvo iSCSI nos campos CHAP Username e CHAP Password e o username e senha para o iniciador do iSCSI nos campos Reverse CHAP Username e Reverse CHAP Password.
      CHAP pair e um reverse pair

      Figura 16.20. CHAP pair e um reverse pair

  2. Clique em Login. O Anaconda tentará se autenticar nos nós no alvo iSCSI baseado nas informações que você forneceu. O diálogo iSCSI Login Results lhe apresentará os resultados.
    O diálogo de Resultados do Login do iSCSI - iSCSI Login Results.

    Figura 16.21. O diálogo de Resultados do Login do iSCSI - iSCSI Login Results.

  3. Clique em OK para continuar.
16.8.1.1.3. Configure os Parâmetros FCoE
Para configurar um FCoE SAN, selecione Add FCoE SAN e clique em Add Drive.
No menu que aparece na próxima caixa de diálogos, selecione a interface de rede que está conectada ao seu plug FCoE e clique em Adicionar Discos do FCoE.
Configure os Parâmetros FCoE

Figura 16.22. Configure os Parâmetros FCoE

Data Center Bridging (DCB) é um conjunto de melhorias aos protocolos de Ethernet criados para aumentar a eficiência de conexões de Ethernet na rede de armazenamento e clusters. Habilita ou desabilita a conciência do instalador quanto ao DCB com a caixa de seleção neste diálogo.
Red Hat logoGithubRedditYoutubeTwitter

Aprender

Experimente, compre e venda

Comunidades

Sobre a documentação da Red Hat

Ajudamos os usuários da Red Hat a inovar e atingir seus objetivos com nossos produtos e serviços com conteúdo em que podem confiar.

Tornando o open source mais inclusivo

A Red Hat está comprometida em substituir a linguagem problemática em nosso código, documentação e propriedades da web. Para mais detalhes veja oBlog da Red Hat.

Sobre a Red Hat

Fornecemos soluções robustas que facilitam o trabalho das empresas em plataformas e ambientes, desde o data center principal até a borda da rede.

© 2024 Red Hat, Inc.