Pesquisar

4.11. Reparando um Sistema de Arquivo

download PDF
Quando um nó falha com o sistema de arquivo montado, o diário do sistema de arquivo permite uma recuperação rápida. No entanto, se um dispositivo de armazenamento perder potência ou for desconectado fisicamente, pode ocorrer um corrompimento do sistema de arquivo. (O diário pode ser usado para recuperar das falhas de subsistemas de armazenamento). Quando este tipo de corrompimento ocorrer, você pode recuperar o sistema de arquivo do GFS2 usando o comando gfs2_fsck.

Importante

O comando gfs2_fsck deve ser executado somente em um sistema de arquivo que é desmontado de todos os nós.

Importante

Você não deve verificar o sistema de arquivo GFS2 durante a inicialização com o comando fsck.gfs2. Este comando não pode determinar se o sistema de arquivo foi montado por outro nó no cluster durante a inicialização. Você precisa executar o comando fsck.gfs2 manualmente somente após o sistema inicializar.
Para certificar-se de que o comando fsck.gfs2 não é executado em um sistema de arquivo do GFS2 durante a inicialização, modifique o arquivo /etc/fstab para que as duas colunas finais para um ponto de montagem do sistema de arquivo GFS2 exiba "0 0" ao invés de "1 1" (ou qualquer outro número), como no exemplo a seguir:
/dev/VG12/lv_svr_home   /svr_home       gfs2     defaults,noatime,nodiratime,noquota     0 0

Nota

Se você tiver experiência prévia usando o comando gfs_fsck em um sistema de arquivo GFS, observe que o comando gfs2_fsck difere das versões anteriores ao gfs_fsck das seguintes formas:
  • Pressionando Ctrl+C enquanto rodando o fsck.gfs2, irá interromper o processamento e exibirá uma janela perguntando se você deseja interromper o comando, pular o resto do passo atual ou continuar processando.
  • Você pode aumentar o nível de verbosidade usando o sinalizador -v. Adicionar um segundo -v aumenta o nível novamente.
  • Você pode diminuir o nível de verbosidade, usando o sinalizador -q. Adicionar um segundo -q diminui o nível novamente.
  • A opção -n abre um sistema de arquivo como somente-leitura e não responde à quaisquer buscas automaticamente. A opção provê uma forma de tentar fazer o comando revelar erros sem realmente permitir que o comando gfs2_fsck tome efeito.
Consulte a página man do gfs2_fsck para informações adicionais sobre outras opções de comando.
A rodagem do comando fsck.gfs2 requer a memória do sistema acima e além da memória usada para o sistema de operação e kernel. Cada bloco de memória no sistema de arquivo GFS2 requer aproximadamente cinco bites de memória adicional, ou 5/8 de um bite. Portanto, para estimar quantos bites de memória você precisará para rodar o comando fsck.gfs2 no seu sistema de arquivo, determine quantos blocos o sistema de arquivo possui e multiplique aquele número por 5/8.
Por exemplo: para determinar aproximadamente quanta memória é necessária para rodar o comando fsck.gfs2 num sistema de arquivo GFS2 que possui 16TB com um bloco de 4K, determine primeiro quantos blocos de memória o sistema de arquivo possui, dividindo 16Tb por 4K:
17592186044416 / 4096 = 4294967296
Uma vez que o sistema de arquivo possui 4294967296 blocos, multiplique este número por 5/8 para determinar quantos bites de memória são necessários:
4294967296 * 5/8 = 2684354560
Este sistema de arquivos requer aproximadamente 2.6GB de espaço de memória para rodar o comando fsck.gfs2. Perceba que o tamanho do bloco era 1K. A rodagem do comando fsck.gfs2 requer quatro vezes mais de memória ou aproximadamente 11GB.

4.11.1. Uso

fsck.gfs2 -y BlockDevice
-y
O sinalizador -y faz com que todas as perguntas sejam respondidas com sim. Com o sinalizador -y especificado, o comando gfs2_fsck não lhe pede uma resposta antes de fazer as mudanças.
BlockDevice
Especifica o dispositivo de bloco onde o sistema de arquivo do GFS2 reside.

4.11.2. Exemplo

Neste exemplo, o sistema de arquivo do GFS2, o qual reside no dispositivo do bloco /dev/testvol/testlv é reparado. Todas as buscas para reparar são automaticamente respondidas com yes.
[root@dash-01 ~]# fsck.gfs2 -y /dev/testvg/testlv
Initializing fsck
Validating Resource Group index.
Level 1 RG check.
(level 1 passed)
Clearing journals (this may take a while)...
Journals cleared.
Starting pass1
Pass1 complete
Starting pass1b
Pass1b complete
Starting pass1c
Pass1c complete
Starting pass2
Pass2 complete
Starting pass3
Pass3 complete
Starting pass4
Pass4 complete
Starting pass5
Pass5 complete
Writing changes to disk
fsck.gfs2 complete
Red Hat logoGithubRedditYoutubeTwitter

Aprender

Experimente, compre e venda

Comunidades

Sobre a documentação da Red Hat

Ajudamos os usuários da Red Hat a inovar e atingir seus objetivos com nossos produtos e serviços com conteúdo em que podem confiar.

Tornando o open source mais inclusivo

A Red Hat está comprometida em substituir a linguagem problemática em nosso código, documentação e propriedades da web. Para mais detalhes veja oBlog da Red Hat.

Sobre a Red Hat

Fornecemos soluções robustas que facilitam o trabalho das empresas em plataformas e ambientes, desde o data center principal até a borda da rede.

© 2024 Red Hat, Inc.